Açaí: ouro negro do Pará

Açaí: ouro negro do Pará

por Suporte

14/07/2016



'... Quem vai ao Pará parou, Tomou açaí ficou!...'

O vinho do açaí é conhecido internacionalmente por suas características antioxidantes e energéticas.

O açaizeiro é uma palmeira alta e fina, que nasces em touceiras de emaranhados de raízes. A fruta cresce grudada numa espécie de palha, com vários ramos. As folhas do açaizeiro lembram as do coqueiro.

Para colher a fruta é necessário retirar o cacho. Após colhida a fruta é debulhada, lavada e posta de molho. Em seguida passa por uma espécie de moinho que retira toda polpa, deixando apenas o caroço.

Em seguida é batido novamente em máquinas próprias para isso. Vai para refrigeração e pode ser consumido. No Pará é consumido com farinha de tapioca – que é a fécula de mandioca em flocos crocantes, farinha de macaxeira ou mandioca. E ainda com peixe seco ou camarão salgado.

A Fruta:

A fruta é pequenininha, arredondada e muito roxa, quase preta. Lembra uma jabuticaba em tamanho reduzido. Tem um caroço grande, e pouca polpa.

Para se obter um açaí saudável, o mais importante é a rapidez desde o "debuio" (que é como se diz lá, para o trabalho de tirar os frutos do cacho) até o processamento.

O açaí é muito rico em antocianina, uma substância anti-oxidante, que ajuda no combate ao colesterol e aos radicais livres. Você já ouviu que um copo de vinho tinto por dia faz bem ao coração? É devido à antocianina da uva. Não é por acaso que a cor do açaí é semelhante à do vinho tinto, porém o açaí tem 33 vezes mais antocianina que a uva. As antocianinas também são potentes corantes naturais.

Além de ser considerado um dos alimentos mais ricos em ferro, o açaí também é rico em fibras, sendo bastante indicado também para pessoas idosas e/ou com mal funcionamento do aparelho digestivo. Por suas características microbiológicas o açaí é considerado uma das mais nutritivas frutas da Amazônia, perdendo apenas pa ra a castanha-do-pará.

Restaurantes


Hotéis & Pousadas


Passios & Excursões